É tempo de transformar a escola!

É tempo de transformar a escola!

Atravessamos um período em que preservar a saúde é estar longe da escola. Incrível ter que lidar com uma realidade que afasta as crianças de seus professores. Contudo, ferramentas adormecidas no contexto da educação infantil podem ser exploradas para transformar a realidade… escolar e familiar!

Anielle Maruchi, professora de educação infantil da Escola Vera Cruz, e Theo, seu bebê de 8 meses, elaboraram um material composto por 11 atividades que podem ser realizadas em casa e na escola… um verdadeiro tesouro de generosidade!

Como mãe, Ani está vivenciando e criando alternativas para este período confuso em que a rotina e as relações se transformaram.

Como professora, a Ani organizou uma coleção de atividades com o esmero de uma pedagoga: indicou os materiais, detalhou os procedimentos para fazer brinquedos e compor cenários, e, especialmente, elencou possibilidades de interação e aprendizagens para orientar o OLHAR dos responsáveis que acompanham as crianças. Veja, a palavra OLHAR está escrita em letra maiúscula de propósito! Ani explica que as crianças devem ter liberdade para experimentar e criar com os materiais. Portanto, caso as dicas sejam compartilhadas com as famílias, é preciso explicar que as crianças pesquisam e aprendem quando se sentem livres para determinar os rumos das brincadeiras.

 Clique no link para abrir o material ⇒ Atividades para QUARENTENA – BRINCAR E CRIAR BRINQUEDOS PARA BEBÊS

 

E o que a tecnologia tem a ver com tudo isso?

Tudo!
Por meio dos canais de mídia é possível manter o elo com as crianças e suas famílias nestes tempos de pandemia.

Se a sua escola já tiver grupos no Facebook, no Instagram e/ou no WhatsApp, esta é a hora de considerá-lo ferramenta primordial de trabalho. Ative o contato, pesquise e planeje o conteúdo a ser postado. Disponibilize um período do dia para estar online, interagindo com as crianças e acolhendo as famílias. 

Se a sua escola ainda não tiver criado meios de comunicação e interação digital, é a hora de pesquisar e criar.

Nunca substituiremos a escola utilizando os meios digitais, porém é possível manter laços e aproveitar o contexto para trabalhar valores e competências imprescindíveis para formar pessoas resilientes.

Resiliência é a capacidade de se adaptar e até evoluir ao viver momentos de adversidade: é dar a volta por cima, superar problemas e transformar experiências negativas em aprendizado.

PARA SABER MAIS…

Anielle Maruchi é pedagoga e especialista em gestão escolar. É professora da educação infantil da Escola Vera Cruz, SP. Ani tem um projeto de brinquedos tradicionais chamado Cinco Marias, com página no Facebook e Instagram.

Theo é um bebê lindo e esperto de 8 meses, muito brincalhão e investigador. É filho da Anielle.

28 comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.