Uma preciosa lista de livros infantis

Uma preciosa lista de livros infantis

A equipe do Tempo de Creche foi conversar com a psicóloga Ângela Aranha, idealizadora e fundadora da Casa de Livros, uma tradicional casinha de tijolos, especializada em literatura infanto-juvenil de São Paulo. A missão: descobrir dicas certeiras de bons livros para crianças pequenas. Para Ângela, um dos sabores da vida é ver as descobertas das crianças no contato com a literatura e suas inúmeras linguagens. Em cada idade a criança está em um momento diferente, por isso é importante entendermos o que ela está explorando e descobrindo para oferecermos o livro mais próximo de seus interesses.

Bebês

Os bebês exploraram o que enxergam. Que tal oferecer livros com imagens grandes para ir nomeando os elementos junto com eles? A coleção Meu primeiro livrinho toque e brinque, da editora Usborne, composta por três livros, é muito adequada. A editora Yoyo tem em seu acervo o livro Contrários, da Coleção Ver e Aprender, também excelente para o pequeninos.

Crianças de dois a três anos

Para as crianças na faixa de dois a três anos, as imagens ainda são o ponto fundamental, mas já é possível oferecer livros com pequenas histórias.

A Cia das Letrinhas publicou o livro Bem lá no alto, da Suzanne StraberTodos os bichinhos estão loucos por uma torta que está bem lá no alto, mas os bichos estão lá embaixo! O que fazer? Será que podemos contar com a ajuda de amigos? O livro apresenta lindas imagens.A editora Brinque Book traz o livro Não é sua, é minha! de Susanna Moores, que aborda a questão da dificuldade em dividir as coisas com os outros. O que acontece quando ganhamos um presente e alguém quer emprestado?

Para as crianças de quatro a cinco anos

Aos quatro e cinco anos, já é possível oferecer enredos maiores e mais complexos. Ângela adora o Procura-se! Carlinhos coelho, o Ladrão de Livros, da Emily Mackenzie, editora Vergara e Riba. É a história de um coelho procurado por uma certa tendência de pegar livros de bibliotecas e residências. Ele precisa ser capturado!

Outro livro fantástico é Hugo está com soluço, da Sophie Schmid, editora Brinque Book. Todos os amigos estão irritados pois o soluço do Hugo não passa. Alguém precisa fazer alguma coisa! As receitas são as mais absurdas e divertidas, até que…

Para as crianças de seis a sete anos

Para as crianças de seis e sete anos, podemos pensar em oferecer livros com textos em caixa alta (letra de forma maiúscula), mas com conteúdos que possam provocar conversas. Um livro que emociona a Ângela é Ernesto, de Bladina Franco e José Carlos Lollo, da editora Cia das Letrinhas. Mais do que mil palavras sobre como tratar o outro com as suas diferenças, o livro fala da verdadeira aceitação!

Quando os pequenos leitores não precisam mais das letras maiúsculas, uma história divertida e que brinca com os estereótipos dos contos de fadas é A outra história de Chapeuzinho Vermelho, de Jean-Claude R. Alphen, Editora Salamanca. O enredo traz um lobo que não gosta muito do final da história tradicional.

Tradições orais

A Editora Panda acaba de lançar um conteúdo rico e original de textos da tradição oral para brincar: Parlendas para brincar, de Josca Ailine Baroukh e Lucila Silva de Almeida. Outra sugestão é o livro Enrosca ou desenrosca?, de Maria José Nóbrega e Rosane Pamplona, da Editora Moderna. Este último em caixa alta, com advinhas, travalíngua e outras enroscadas, para facilitar a leitura no início da alfabetização.

Leitura compartilhada

Ângela nos conta que para a leitura compartilhada, quando o professor, mediador, faz a leitura em voz alta para grupo, adora indicar os volumes da série Zé Valente do autor Ricardo Azevedo, editora Moderna. Sugeriu dois títulos, mas salienta que todos são ótimos: Você diz que sabe muito, borboleta sabe mais e Papagaio come milho, Periquito leva a fama!

Ela ressalta que sempre é legal a escola ter livro para a leitura compartilhada, a criança vai se “acostumando” a prestar a atenção no texto. Desta maneira o professor não priva a criança nos textos mais complexos! Ela nos diz ainda que é importante, também, o professor trabalhar com as “histórias de boca”, onde, ele, mediador, prepara a história para contar para o grupo.

Tempo de Creche publicou as histórias A incrível viagem do Barquinho de Papel e Mordida não, Napoleão, de autoria de Joyce M. Rosset, que podem ser preparadas para uma alegre história de boca.

Para saber mais leia:

♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦

Casa de Livros

Para você que ainda não conhece a livraria Casa de Livros, mesmo que more distante, acesse o site que é um primor! Repleto de dicas e conteúdos interessantes para trabalhar o universo literário com as crianças. Ângela Aranha, sua sócia, Denize Carvalho, e a equipe da livraria, estão sempre disponíveis para atender escolas e pré-escola com atenção especial.

4 comments

Olá!
Estou montando um biblioteca infantil em minha Escola, Colégio Recriar em Pindamonhangaba/SP. Precisamos muito de livros doados. Vocês podem nos ajudar? Como fazemos para recebermos doações?
Aguardo ansiosamente uma resposta,

Renata Galvão.

Olá, Renata. Obrigada pelo retorno. Muito significativa sua mobilização em montar a biblioteca na escola. Não possuímos livros para doação, mas esperamos que seu pedido seja atendido por algum leitor! Abraço

Boa noite!
Gostaria de receber catálogos de livros de literatura infantil para crianças de 1 ano até 5 anos.
Estou construindo uma biblioteca na minha escola UMEI Ana Maria Fontes Lyra em Vila Velha no ESPÍRITO SANTOS.
Como eu poderia conseguir doações? Me oriente por favor.
Obrigada

Oi, Jurema! Parabéns pelo interesse em montar a biblioteca. Para conseguir doações de livros entre em contato com fundações e instituições que trabalham com isso como: empresas que doam livros para biblioteca escolar ou como receber doações de livros para biblioteca e sites que doam livros. Abraço

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.