Afinal, o que é Documentação Pedagógica?

Afinal, o que é Documentação Pedagógica?

documentação pedagógica do professor 2“Documentação Pedagógica” é diversificada, apesar de não se falar dela no plural!
Não tem norma e nem regra para a sua elaboração, porém o FOCO é o seu guia:
»Foco número 1: tornar visível e evidente as aprendizagens
»Foco número 2: a quem ela se destina (para quem será elaborada)
E ponto final! Mistério resolvido!

Será…?
Vamos clarear um pouco mais esses focos.

balão laranjaFoco 1: TORNAR AS APRENDIZAGENS EVIDENTES

A Documentação Pedagógica é a elaboração das informações levantadas com o REGISTRO. Anotações, fotos, filmes, gravações e produções das crianças são reunidas para provocar e instigar o educador:

  •      O que é possível enxergar nessas informações?
  •      O que eu não sabia e acabei descobrindo?
  •      Quais são as informações que respondem às minhas indagações?
  •      Quais aprendizagens aconteceram?

Esse exercício de reflexão é o inicio da elaboração da documentação, ou melhor, daS documentaçõeS.

Assim, os questionamentos do professor conduzem o processo de reflexão. Mas como fazer as Documentações? Como elaS devem ser? Para falarmos sobre os formatos das documentações é preciso saber para quem elas serão elaboradas.

balão laranjaFoco 2: PARA QUEM?

Esse foco aponta para a alma e o fundamento da documentação: a comunicação!

O preparo destes documentos serve ao propósito de comunicar. Portanto, a partir desse ponto, o educador precisa saber que selecionará conteúdos do Registro e escolherá um formato para apresentá-los, com a intenção de que o público específico compreenda. Não existirá comunicação de fato se o outro não compreender, não é mesmo?

E quem são os públicos específicos?

Esses públicos certamente não são um mistério! Você trabalha com eles no seu dia a dia. A proposta agora é perceber suas dimensões e qual intenção você tem em se comunicar com cada um.

seta horizontalPÚBLICO número 1: o próprio educador

Ao elaborar a documentação para si próprio, o educador vai:

  •      perceber conquistas, fragilidades e peculiaridades das crianças
  •      identificar pistas para dar continuidade e aprofundar propostas
  •      aproveitar os interesses demonstrados pelos pequenos para transformá-los nos temas das sequências didáticas.

Qual o formato desse relatório elaborado para si próprio? Aquele que mais fizer sentido para o educador! Nesse caso, a comunicação será para você mesmo, então, faça de modo que possa acessá-la em diferentes tempos e ocasiões e tirar partido de todo o seu conteúdo.

documentação pedagógica do professor

seta horizontalPUBLICO número 2: crianças

Além de realizar experiências, as crianças precisam relembrar o ocorrido para consolidar as aprendizagens e relacioná-las a outros conteúdos já aprendidos. Isso é estabelecer e provocar novas conexões entre as células nervosas do cérebro.

Assim, painéis, cartazes, portfolios, álbuns, pastas, totens etc., com fotos, materiais e a produção dos pequenos, relembram e valorizam o que foi aprendido.

Outro aspecto desse tipo de exposição é a identificação de si próprio e dos limites entre o eu e o outro, que contribuem significativamente para a construção da identidade das crianças. E eles adoram se ver nas fotos e reconhecer os locais, os objetos e os colegas! Ao preparar com cuidado e intenção essa documentação, o professor passa para o grupo a mensagem de que as experiências foram positivas e convida todos a continuar no processo.

apreciação da documentação pelas crianças

Como fazer essa documentação?

documentação para crianças - paredePara destacar as aprendizagens não é necessário fazer aquele tipo de exposição que apresenta todos os rostos lindos e sorridentes dos pequenos e todas as produções, indistintamente! Ao ter como foco as aprendizagens, o professor precisa selecionar aquilo que é significativo para ser apreciado pelos pequenos. Por exemplo:

  •      um pequeno descobrindo novos usos para um material,
  •      um momento de relação e trabalho coletivo,
  •      imagens ilustrativas do processo ocorrido
  •      objetos, instrumentos e materiais marcantes
  •      as produções mais interessantes (não necessariamente as mais bonitas! O importante é apresentar aquelas que expressam conquistas, descobertas, situações comuns e diversas. Que tal fazer uma exposição de desenhos com características semelhantes, por exemplo, com rabiscos circulares, pontilhados etc.? Ou expor as pinturas que apresentaram pesquisa mais intensa em uma das cores disponibilizadas? Ou ainda, compor uma mostra semanal dos percursos individuais?)

Certamente o exercício de preparar a documentação e perceber a reação das crianças ao apreciá-la, vai aperfeiçoar o processo e trazer inovações.

documentação pedagógica para crianças

seta horizontalPÚBLICO número 3: famílias

O que você gostaria de contar para as famílias do seu grupo sobre as propostas tão intensamente vividas?
Esse é o caminho para elaborar a documentação voltada para os pais e responsáveis.

Em formato de painéis, cartazes, textos, álbuns, portfólios, site, página do Facebook,  grupo do WhatsApp etc., a documentação precisa narrar a história do ocorrido e destacar aquilo que o professor deseja expressar. É importante também deixar o material à disposição dos familiares por um período de tempo que possibilite a sua visualização. Ao conhecer o trabalho desenvolvido com suas crianças e as aprendizagens significativas, ficará fácil transformar as famílias em parceiras do desenvolvimento das crianças.

mostra documentação pedagógica

seta horizontalPÚBLICO número 4: equipe pedagógica

Pomos em comum nossas objeções, nossos achados e também nossos dissabores e os nossos erros a fim de nos ajudarmos mutuamente. (Célestin Freinet, 1926)

Quer melhor maneira de compartilhar experiências do que por meio de uma história bem contada? E não se trata de fazer um romance! Os professores precisam contar suas histórias uns para os outros com os destaques do que foi mais significativo, das experiências sucedidas (positivas e negativas!), dos materiais e lugares interessantes e qualquer detalhe que possa ampliar conhecimentos e repertório dos colegas de equipe. Todos ganharão com esse material.

documentação pedagógica para a equipe

Alguns educadores elaboram a sua própria documentação (PÚBLICO número 1) de forma que possa ser também compartilhada com a equipe.

cartaz de registro do professor

seta horizontalPÚBLICO número 5: comunidade

Exposições, mostras e eventos podem oportunizar às famílias e à a comunidade a visitação e o conhecimento aprofundado sobre o que acontece dentro dos muros da escola. Sem a comunicação intencional fica difícil cobrar valorização e reconhecimento sobre o trabalho educativo desenvolvido. Conectar a comunidade com a creche traz apoio e pode ampliar os recursos culturais com o que está disponível no entorno: será que existem músicos, artistas plásticos, artesãos, atores e contadores de histórias por perto? Podemos convidá-los a conversarem e se apresentarem para as crianças?

documentação para crianças - parede escadaO percurso do educador na utilização dos instrumentos metodológicos que parte do planejamento da ação, da pauta do olhar (o que é preciso observar para registrar?), do registro e da elaboração das documentações, garante um trabalho pedagógico cada vez mais qualificado. Não existe o ensinar sem a emoção do perceber e do falar sobre!

 

 

♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦

Balão-Para-Saber-MaisLeia mais sobre esse tema nas postagens:

31 comments

A documentação pedagógica, como registros de percurso e desenvolvimento devem ser feitos em casa ou na escola, dentro do horário de trabalho?

Olá, Josiane. É possível organizar o registro das atividades dentro do horário de trabalho? Ótimo, então a documentação também poderá ser elaborada nesse momento. São vários os professores para cada grupo de crianças? A elaboração da documentação pedagógica dentro desse horário pode possibilitar um trabalho coletivo e o acesso aos materiais ou produções das crianças. O que acha?

Eu tenho uma dúvida sobre o uso de redes sociais como documentação pedagógica. Ela é válida como fonte de um tcc, por exemplo? Vocês me indicam alguma leitura? Muito obrigada!

Olá. Tenho uma dúvida em relação aos registros na Educação Infantil. Eles podem ser apresentados em vários gêneros textuais, como por exemplo, em forma de Cordel ou de Conto, certo? Dessa forma, acho mais divertido para quem vai ler.

Luciane,
Muito bacana o seu comentário. A documentação pedagógica tem diversas funções: organizar a memória do que foi vivido por professores e crianças, sistematizar as aprendizagens e COMUNICAR tudo isso para crianças, familiares e/ou equipe pedagógica. É importante pensar então que a forma de comunicação precisa levar em conta o público que apreciará o documento: o gênero literário do cordel é apropriado ao seu público? As informações serão bem compreendidas se você fizer a sua documentação em forma de cordel? Por exemplo, dependendo da idade das crianças, fotos, símbolos, palavras-chave/significativas e outras imagens são recursos narrativos mais eficazes. Com as famílias, o cordel pode ser um recurso poético interessante. O que quero dizer é que tudo pode! Desde que a documentação dê conta de preservar suas funções 😉

Excelente texto! Uma sugestão: Ao escreverem os textos aqui no blog, poderiam colocar o nome do autor que redigiu para que possamos cita-los em outros locais caso queiramos compartilhar as informações trazidas aqui. Grande abraço

Olá, Bruna! Obrigada pelo retorno. Temos o costume de colocar, nos diferentes artigos, os autores que nos inspiram e e que participam deste trabalho. Os que não indicam autores externos, são nossos, autoras do Blog Tempo de Creche – Rosset, Webster e Rizzi que autorizamos o uso do conteúdo das postagens desde que seja veiculada a referência, como você bem lembrou. Como citar: ROSSET, Joyce M.; WEBSTER, Maria Helena; RIZZI, Angela.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.