Confraternização do GEP: vamos pensar os grupos de estudos?

Confraternização do GEP: vamos pensar os grupos de estudos?

Maria Alice Proença e as participantes dos três Grupos de Estudos sobre Projetos – GEP – encerram suas atividades num momento de nutrição estética. Tempo de Creche acompanhou essa manhã de confraternização cultural.

GEP

Maria Alice Proença coordena grupos de estudos sobre projetos com inspiração na pedagogia italiana de Reggio Emilia. Os grupos são formados por professores, coordenadores e arte-educadores de diversas escolas, creches e projetos sociais, em busca de ampliação dos conhecimentos sobre o trabalho com a Educação Infantil.

Miguel Rio BrancoNo final deste semestre, a mestra e coordenadora organizou para seus alunos um piquenique no Parque do Ibiraquera, SP, e uma visita monitorada ao 34o Panorama da Arte Brasileira que apresenta a exposição Da pedra, Da terra, Daqui, um ponto de convergência onde se apresentam obras produzidas em tempos muito diferentes, no Museu de Arte Moderna- MAM/SP.

Segundo Alice, para fechar os conteúdos estudados e refletidos, o encerramento alimentou os quatro sentidos: o gostoso lanche se encarregou do paladar e o som, o visual e os cheiros ficaram por conta da mostra.

Artefatos

A exposição Da pedra, Da terra, Daqui  apresenta uma seleção de esculturas, principalmente de animais, em pedra polida, tridimensionais, realizadas aproximadamente entre 4000 e 1000 a.C., encontradas no sudeste meridional do Brasil até a costa do Uruguai. Os povos que habitam este território deixaram como vestígios vários sambaquis (nomeação de origem tupi que significa literalmente “monte de conchas”) que marcam a paisagem e guardam, sob as areias, fragmentos e matérias acumulados ao longo de milhares de anos. Estas esculturas são interpretadas pelos arqueólogos como elementos de alguns rituais.

Cildo Meirelles

Aracy Amaral, curadora da mostra, convidou seis artistas contemporâneos – Berna Reale, Cao Guimarães, Cildo Meireles, Erika Verzutti, Miguel Rio Branco e Pitágoras Lopes – para dialogar com as esculturas históricas.

Erika Verzutti

Atividade de encerramentoA deliciosa manhã se encerrou com uma atividade proposta pelo serviço educativo do MAM na sala Paulo Figueiredo, que abriga a parte didática do Panorama, possibilitando conhecer um pouco mais a localização e características dos sambaquis, onde os zoólitos (artefatos arqueológicos construídos em pedra) foram encontrados.

No próximo mês, Alice Proença fará uma conversa com o Tempo de Creche para sugerir caminhos para a organização de grupos de estudos em creches e instituições. Não perca!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.